O que é e para que serve o Bullet Journal

Bullet Journal, ou simplesmente bujo, poderia facilmente entrar na lista de termos  mais usados em 2017. Sim, a #Bujo bombou nas redes  sociais.  Acabei aderindo e vou para a segunda temporada.   Falei rapidamente sobre isso nesse post   e a pedidos vou explicar um pouquinho melhor o funcionamento desse sistema de organização.

 

image

Para começar ,  o bujo não é um caderno ou agenda que se compra pronto. Bullet Journal é um sistema de organizacao e foi criado pelo americano Ryde Carroll. Podem ver o site e o video  do criador nesse link.

A grande sacada do autor, foi reunir todas as informações da vida  em um único lugar.  É o fim da combinação de agenda comum com caderninhos de anotações e listinhas espalhadas por aí.  No Bujo é possível incluir as funções de uma agenda e ainda centralizar  todas as infromações de vida prática, incluindo : listas de compras, listas de tarefas, listas para se preparar para uma viagem, listas de livros e filmes, acompanhamentos de hábitos saudáveis, etc.

Tudo que é preciso para começar, acreditem –  é  um caderno e uma caneta.  Todo o resto é opcional. Sei que muitas pessoas acabam inibidas vendo os cadernos maravilhosos que povoam o universo da internet. Parece que ter talento para desenho e letra linda é um pré-requisito para entrar na onda do bujo.  No entanto, um  bujo não é só estética – deve ser funcional, acima de tudo.  Visitando  o site e assistindo o vídeo   do criador do método percebe-se a simplicidade dos registros.

No blog da editora sextante há um post super completo sobre o bullet ,inclusive com fotos ilustrativas. Vai ajudar a entender melhor o espirito da coisa, especialmente a parte das listas ( coleções) e as marcações (códigos) . A Sextante  lançou no ano passado o primeiro livro em português sobre o assunto – Diário em Tópicos.  Vale dar uma conferida.

 

image

 

Selecionei as perguntas que mais ouço e espero sanar as dúvidas de mais pessoas.

Qual a diferença entre agenda, bujo e planner?

De modo bem geral, poderia dizer que o planner é uma agenda mais completa e  elaborada e o bujo é um sistema de organização, portanto por tratar-se de um  método, pode ser aplicado  tanto por quem usa  caderno, agenda ou planner.

O planner é a evolução das agendas comuns. Uma novidade  que invadiu o mercado, e atualmente pode-se encontrar  opções para todos os gostos, bolsos e perfis. Algumas empresas fazem um trabalho totalmente personalizado, incluindo o nome do usuário  na capa e escolha de cores e conteúdo. A desvantagem é o preço elevado.  Com esse boom de planners e bujos, os fabricantes de agendas deram uma incrementada em seus produtos  – modelos de  agendas com visão semanal,  com mais extras e folhas a mais para anotações. É possível fazendo um mix entre agenda e planner por um preço mais acessível. Esses modelos podem ser um bom treino antes de migrar para um bullet journal,  já que as informações básicas e calendários já estão ali, não é preciso começar do zero .  Eu fiz esse processo , da agenda semanal para o bujo e deu muito certo.

 

E quais seriam essas técnicas usadas no Bujo ?

Em primeiro lugar, concentrar todas as informações em um só local.  Para facilitar a busca pelas informações,  cria-se  um índice e numera-se  as páginas. Desse modo será possível acessar a lista de mercado quando houver necessidade, por exemplo.

Usar códigos –  cria-se uma legenda e os dados são preenchidos de forma mais objetiva. Também pode- se se usar um código de cores, atribuindo uma cor a cada tema tratado. O bujo é basicamente visual.

Através do bujo é possível  organizar o presente – as tarefas, os compromissos diários,  planejar o futuro –  as metas a longo prazo, os compromisso futuros, os hábitos e comportamentos que deseja desenvolver, etc . E ainda é uma forma de  preservar memórias – o registro da rotina, dos interesses pessoais, a lista de gratidão, etc.

image

 

Posso enfeitar ?

Claro! Se esse for seu estilo, pode se acabar nas canetinhas, adesivos e washi tapes.

 

Não tenho dinheiro para gastar com papelaria, como faço?

É possível encontrar  cadernos de vários preços, eu aconselharia o uso de um caderno pequeno capa dura e com folhas suficientes para um ano e caneta. Mas qualquer caderno pode ser usado.  O caderno que estou usando esse ano custou menos de 30 reais.

 

As  pessoas dizem que é  perda de tempo. Será ?

Sei  que  muitos consideram  mesmo  uma perda de tempo e alegam  que é  mais prático usar a agenda do celular.  Esqueça essas pessoas! Vivo há mais de dez anos nesse mundo de “rabiscar e cortar papel” , dei aula de scrapbook por vários anos e recebia muitos alunas buscando uma atividade manual por indicação médica.  E nossas sessões de recorta e cola serviam de complemento no tratamento de depressão, ansiedade, stress, síndrome do pânico… Quem lembra da febre dos cadernos de colorir? Muitas gente aderiu a esse  novo hobby e  se beneficiou da prática  de uma atividade manual. No entanto, para outros a atividade não tinha nada de relaxante, pelo contrário. Isso mostra o quanto  as pessoas são diferentes e possuem   gostos distintos.   O  que funciona para um, não deve ser usado como regra para os demais.  De modo geral, pessoas que sempre gostaram de itens de papelaria, que  mantêm  o uso de  cadernos, que já fizeram diários, ou que realizam   atividades manuais acabem   se encontrando nesse método.

 

Não tenho nenhuma habilidade artística. Como faço?

Manter um Bullet Journal não exige necessariamente dotes artísticos,  para quebrar essa imagem, insisto que vejam o Bujo do criador do sistema.  O Bujo é adequado para qualquer pessoa que se interesse em aplicar o sistema,  mesmo  que nunca  tenha desenvolvido  nenhuma lado artístico . Inclusive, muita gente que acreditava não levar o menor  jeito está se descobrindo “artista” . E claro, que nesse meio há  pessoas super artistas que fazem  cadernos maravilhosos com muita facilidade, pois faz parte do seu dia a dia  criar coisas lindas.  O mais importante é não se comparar a ninguém. A internet está cheia de inspiração, para os mais variados gostos e níveis desde os mais simples até os mega elaborados. Aconselho aos iniciantes que busquem inspiração nos Bujos minimalistas – e irão  se surpreender com layouts incríveis feitos apenas com  caneta preta.  Tudo bonito e prático.

Espero ter ajudado e se ficou alguma dúvida, basta deixar nos comentários e tentarei responder.  Janeiro está apenas na metade e ainda dá tempo de buscar a melhor forma de organização.

 

 

 

Anúncios

6 comentários sobre “O que é e para que serve o Bullet Journal

  1. Eu sempre adorei os bujos coloridos, passo horas paquerando páginas no pinterest, se deixar. Mas nunca conseguia fazer o meu ir pra frente; quando o tempo apertava e não dava para decorar, eu acabava deixando de lado (e me enrolava toda, porque ficava sem ter onde anotar os compromisso, né?). Minha solução foi deixá-lo praticamente preto-e-branco. Ocasionalmente sobra um tempinho e eu coloco uns toques coloridos – eu não tenho sua habilidade paradecoração mesmo 😛

    Curtir

  2. Eu também adoro ficar olhando aqueles bujos lindos, mas chega uma hora que eu tenho que parar! Inspiração demais vai me dando uma aflição , kkkkk. Tenho que parar e me virar com o meu mesmo, do meu jeito.
    Não fico mudando o layout toda semana, e tento ser bem básica. E adoro chegar na segunda com a página da semana prontinha. Uma realização! Agenda nunca mais !

    Curtir

  3. Jéssica , não desanime! No começo é difícil , mas insistindo acaba virando um hábito. E além da organização em si, a prática de qualquer tipo de caderno/diário ajuda em varios outros aspectos, incluindo psicológicos como stress, ansiedade, depressao, etc.
    recomendo muito!

    Curtir

  4. Comecei o meu esse ano e percebi que estou adaptando de acordo com necessidades reais do meu dia a dia. Cada vez menos faço firulas do tipo to do list, tracker, wishlist e todas essas coisas porque entendi nem tudo cabe no papel na minha realidade. Tenho me concentrado nas tarefas e trazer esse teor mais minimalista tem sido uma boa receita para eu. Tanto que estou esperando um TN Standard chegar porque não me acostumei com o A6. Percebi que muitas páginas desnecessárias me tiram o foco do que importa, que são uma melhor organização do dia a dia. Até estou criando meu próprio planner e enquanto não acho o formato ideal, comprei aqueles com layout tradicional do de TN. Muito lega lseu post sobre Bujo. De forma geral ,ele realmente tem feito diferença.

    Curtir

    • Isabella,
      Isso é o que mais gosto no bullet Journal – a liberdade de fazer conforme a necessidade de cada um. Eu procuro manter mais clean também, e faço poucos extras (listas e tal) até porque não quero gastar folhas demais. Prefiro manter um único caderno para o ano todo. E só usando podemos perceber o que funciona melhor.
      Obrigada por comentar,

      Bjs,

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s