A escola do seu filho estimula a leitura ?

 

DSC_0387

Imagem retirada do livro Eu amo Bibliotecas de Iris Borges  Ed. Callis 

Hoje eu gostaria de lançar uma reflexão sobre o estímulo da leitura nas escolas.  Será que a escola do seu filho  realmente está promovendo a leitura. Vamos pensar um pouquinho  a respeito?

 

Teoricamente, toda a escola  busca formar alunos leitores,  mas será que  estão usando bons mecanismos para isso? Como as escolas estão promovendo a leitura nesse mundo digital? O que mudou no incentivo á leitura  desde que nós saímos dos bancos escolares? Essas questões surgiram na minha cabeça, principalmente esse ano, quando meus filhos mudaram de escola e eu observei a diferença no nível de ensino , e percebi que a é   leitura mais valorizada.

Antes de pensar a respeito desse assunto , quero deixar claro que eu sei de todas as dificuldades do Ensino Público no país, inclusive trabalhei como psicóloga em instituições públicas e particulares de ensino. Sei que a Educação tem muito que avançar e que infelizmente grande parte das escolas,  e até municípios não possuem uma única biblioteca. Esse texto é voltado para pais e educadores de escolas particulares,  instituições que deveriam investir em Bibliotecas e profissionais qualificados. Na hora de escolher a escola dos filhos, alguém lembra de perguntar sobre a Biblioteca? É esse o ponto que  pretendo destacar. São muitos aspectos que fazem uma boa escola, mas não podemos esquecer que a Leitura é fundamental na formação de nossas crianças e jovens. E esse papel de formação de leitores cabe aos pais e  escola.

  • Em primeiro lugar,  você conhece a biblioteca da escola?
  • A biblioteca possui um acervo adequado ?  Variedade, exemplares novos, quantidade de exemplares disponíveis ,  títulos literários recomendados .
  • O local possui um profissional habilitado – o bibliotecário (a) ?
  • O local é agradável e convidativo?
  • As  crianças possuem  livre acesso ao espaço?
  • Há limite para empréstimos? O acervo está cadastrado e pode ser acessado pela internet?
  • A família também pode usufruir do acervo?
  • A escola realiza atividades como A Hora do Conto?
  • A  escola promove Trocas de livros, Feiras, Eventos Literários, Encontros com Escritores?
  • A escola incentiva a produção literária dos alunos?
  • A escola  cria atividades aliando literatura e os demais conteúdos ?
  • A escola investe na formação dos seus professores?
  • A escola utiliza as novas tecnologias  também no ensino da leitura?
  • A escola estimula as  diferentes linguagens como poesia, teatro, música, etc?
  • Os professores são leitores

DSC_0666

Imagem retirada do livro Eu amo Bibliotecas de Iris Borges  Ed. Callis 

Conheço escolas em que a “biblioteca” se resume a um corredor com algumas estantes de livros. Há outras que possuem uma sala exclusiva, porém  o acervo é pequeno, a maioria dos livros foram doados e não se encontram em boas condições. Em muitas escolas as crianças não possuem  livre acesso a biblioteca, e só podem emprestar livros em determinados dias e horários.

A biblioteca deveria ser um ambiente acolhedor, um local aberto aos alunos durante toda a permanência escolar.  Entrar na biblioteca esporadicamente, com toda a turma e com pouco tempo disponível para escolher  um livro, não propicia que o aluno crie um vinculo com o espaço, uma intimidade com os livros.

Várias escolas criam nas salas de aulas pequenas bibliotecas, um acervo que fica disponível para os alunos manusearem e lerem em determinados momentos. É uma ideia interessante, sem dúvida, mas na maioria dos casos os livros são solicitados na lista de material. Penso que manter uma biblioteca em boas condições, com acervo catalogado e funcionários especializados é função da escola.  Tem muita escola grande que não faz esse tipo de investimento.

Visitar a  biblioteca mensalmente somente  para empréstimo, não transforma o aluno em leitor. Promover Feiras de livros que sejam somente estandes para vendas de livros de personagens de TV, também não significa investimento na formação de alunos leitores.

Outra questão,  é que as escolas deveriam  criar rotinas que incluam a leitura na vida escola escolar dos alunos de diferentes formas. Leiam jornais, leiam contos, escrevam crônicas, declamem poesias… Pesquisem Haikais, em Inglês. Leiam Julio Verne nas aulas de Ciências.

DSC_0388

Imagem retirada do livro Eu amo Bibliotecas de Iris Borges  Ed. Callis 

Na lista de materiais do meu filho, a escola solicitava o livro Viagem ao centro da Terra de Julio Verne, e para minha surpresa, não era para a disciplina de Língua Portuguesa, e sim, de Ciências. Dentro do planejamento a professora incluiu um livro clássico e fez a relação com a matéria estudada. Os alunos fizeram leituras em sala em conjunto, e leituras em casa, sempre resumindo as ideias centrais de cada capítulo. Perguntei se eles já tinham concluído a leitura e ele me recomendou o livro. E eu ainda retruquei, pois ele me disse no início que o livro era chato. “Não, era chato só no começo. Depois fica bem legal”.

A mensagem que pais e escolas devem passar é essa –  Ler não é chato! E para isso temos que usar diferentes formas de incentivo, pois há muita disputa pela atenção das crianças e jovens e o livro geralmente sai perdendo.

DSC_0389Imagem retirada do livro Eu amo Bibliotecas de Iris Borges  Ed. Callis 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “A escola do seu filho estimula a leitura ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s