Livro 4/2016 As Memórias do Livro

DSC_0483

Mais uma leitura concluída  como participação no projeto Tem que ler mesmo? Tema – Oceania

As Memórias do Livro – Romance sobre o Manuscrito de Saravejo

Geraldine Brooks 

Editora Agir 

Edição econômica –  342 páginas 

DSC_0477

Resumo –  O livro é uma obra de ficção inspirada na história do códice hebraico- conhecido como Hagadá de Saravejo. A especialista em livros  e manuscritos raros, Hanna Heath, vai até Saravejo para restaurar um  misterioso manuscrito do século XV, que sobreviveu a séculos  de perseguições religiosas e intolerância.  A partir de pistas encontradas no próprio livro –  mancha de vinho, pelo de gato, asa de inseto –  a restauradora vai desvendando uma série de enigmas e recontando a história ou melhor,  as memórias do livro. E nessa busca, Hanna e o leitor embarcam em uma interessante viagem que atravessa gerações – passando pela Segunda Guerra , Inquisição  até a Bósnia em 1996.

 

DSC_0478

É claro que um livro é mais do que a soma de seus materiais. Ele é um artefato da mente e da mão humana. (pg.23)

Mesmo sendo mais ficção que  história real-  esse é um  verdadeiro Livros com alma,  mais que um mero objeto, é um tesouro que sobreviveu graças a coragem de homens e mulheres que arriscaram a vida para protegê-lo.

DSC_0480

…Biblioteca – uma das sala que mais gosto em todo o mundo, pois cada volume ali parecia carregar consigo uma história. (pg.95)

 

Nunca vincar o livro: o principal mandamento do conservador. (pg.24)    #ficaadica! 

 

… a Hagadá veio a Saravejo por um motivo. Ela estava aqui para nos testar, para ver se alguém perceberia que aquilo que nos une é muito maior do que qualquer coisa que nos divida. Que ser humano é muito mais importante do que ser judeu ou muçulmano, católico ou ortodoxo. (pg.332)

DSC_0482

É um livro super interessante – os capítulos se alternam entre passado ( a trajetória do livro) e presente ( a vida pessoal da restauradora  e a busca pelas respostas sobre a Hagadá).  Para quem gosta de história, é perfeito! Embora, nem tudo que foi contado seja real, o trabalho de pesquisa da autora foi incrível – uma riqueza de detalhes, inúmeros fatos históricos, perfeita ambientação. Tem até referências a Freud  no capítulo dedicado a Viena- detalhes que enriquecem a narrativa.

Os capítulos históricos são tão ricos e envolventes que a vontade é continuar lendo para saber o que vai acontecer com  aqueles  personagens interessantes e bem construídos.

A obra é uma bela celebração ao Livro – esse objeto de valor inestimável e carregado de Alma e significado. Também é uma celebração ao respeito e a paz entre os povos – pois deixando de lado as diferenças de credo e de pensamento – somos, sobretudo Humanos.

Outro ponto que me encantou no livro, foi o  destaque dado a mulher durante toda a narrativa. As personagens são corajosas e determinadas, mulheres que lutam,que  enfrentam obstáculos e seguem defendendo suas ideias e crenças.

DSC_0485

Um mapinha mostrando o percurso da Hagadá em 500 anos de história.

“Não podemos conhecer o futuro nem mudá-lo. É melhor sermos realistas quanto a tais coisas. Mas temos o tempo que nos foi dado. Por isso, devemos aproveitá-lo enquanto podemos” (pg.284)

Anúncios

2 comentários sobre “Livro 4/2016 As Memórias do Livro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s