Livro 3/2016 Mansfield Park

DSC_0434

Mais uma leitura concluída para o Grupo de Leitura Heroínas de Jane Austen.

Mansfield Park

Jane Austen 

Editora Penguin 

 

Breve Resumo – O livro conta a história de Fanny Price- garota pobre e de saúde frágil – que vai viver com os tios ricos na propriedade de Mansfield Park.  Tímida e reservada, Fanny cresce nessa família mais abastada e se torna um espécie de dama de companhia da tia. A rotina pacata dos moradores de Mansfield Park é alterada com a chegada dos irmãos Crawford – Mary e Henri Crawford. Esse é o pano de fundo para mais essa narrativa de Jane Austen com seus amores, desamores e   intrigas.

DSC_0440

Iniciei a leitura no ano passado e só consegui terminar esse mês – porque temos um prazo no Grupo de leitura. Foi uma leitura meio arrastada, especialmente a primeira parte, em que realmente nada acontece… Outra dificuldade é que os personagens não possuem o carisma de Lizzy e  Mr. Darcy, muito pelo contrário,  e é difícil uma identificação do leitor com os personagens. A Fanny é uma heroína que não tem nada de destemida e  audaciosa. Verdade seja dita, ela é bem apagada! Não lembra nem de longe o temperamento de Lizzy.

Parece até que não gostei do livro, mas pelo contrário, gostei  sim!  Apenas não indico a leitura como primeiro contato com a autora. Para iniciar no Universo Jane Austen a porta de entrada deve ser Orgulho e Preconceito.

O que eu mais gosto nos Clássicos, e especialmente nos livros de Jane Austen, é compreender como se vivia naqueles tempos- os costumes, as regras de etiqueta, os bailes, o papel da mulher, ricos x pobres… Nesse sentido, o livro é bastante rico como panorama da vida no interior da Inglaterra do séc. XIX.

A Fanny corresponde bem ao papel feminino da época – submissa,  reservada,  preocupada com o decoro, ciente de seus deveres, incapaz de contrariar a família.  E no caso da personagem, a submissão é ainda maior, já que por ter sido acolhida pelos tios,  foi poupada de um destino muito pior.

DSC_0437

Como em outras obras de Austen, os personagens são muito bem construídos com defeitos e qualidades – alguns com mais defeitos que qualidades. E é através das redes de relacionamentos entre eles que a história gira.São personagens bem verossímeis e que vão se revelando aos poucos, mudando de postura com o desenrolar dos fatos. Talvez, por esse nível de  complexidade dos personagens e suas inter-relações, esse romance seja considerado sua obra mais complexa e profunda.

Jane Austen criou uma heroína que é quase uma Cinderela –  que ocupa um lugar de pouca importância na família, uma agregada, mas que apesar das dificuldades se mantém firme em seus propósitos e convicções. Vai ao baile, tem um pretendente mas é o final feliz  e o reconhecimento virá pelos seus próprios méritos – sem fada madrinha ou magia.

DSC_0441

Em suas obras , Jane Austen acaba sempre fazendo referência ao hábito da leitura e nesse livro, Fanny  se associa a uma Biblioteca Circulante – achei o máximo!

DSC_0444

Um detalhe que me chamou bastante a atenção no livro foi a reação negativa dos familiares e amigos quando  Fanny rejeita um pretendente. Isso mostra que os romances de Jane Austen não são, de forma alguma, somente romances água com açúcar. A autora deu voz a anseios femininos de sua época –  o direito de escolher o pretendente e também de recusá-lo,  o casamento por amor.

 Jane Austen é sempre uma boa leitura. Espero que se animem a ler também.

 

Anúncios

5 comentários sobre “Livro 3/2016 Mansfield Park

  1. Concordo com os pontos colocados Pati! Também gostei da leitura, mas não me identifiquei com nenhum personagem. Confesso que a postura da Fanny até me irritou algumas vezes…rs. Foi uma leitura comprida mesmo, também demorei a finalizar. Mas como você disse, Austen não pecou em nada nos detalhes dos costumes e características/mudanças dos personagens. =)
    Adorei as fotos!
    Beijos!

    Curtir

  2. Muito bom saber mais sobre o livro. Comecei e ainda não saí das primeiras páginas. .. com a sua resenha me deu um novo ânimo de continuar. Muito obrigada por compartilhar. Adoro Jane Austen, já li Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, li também Persuasão.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi Lígia!
    Fico feliz por te animar. Esse é um livro mais lento do que os outros, a autora quis marcar bem a personalidade sem sal da protagonista. Como amante de Austen, indico a leitura. Mas vá alternando com outras leituras. Como de costume nas últimas páginas é que tudo acontece. E aí vc não vai querer largar.

    Bjs.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s