Resenha – Razão e Sensibilidade

DSC_0430-001

Faço parte de um grupo de leitura  bem especial –  as Heroínas de Jane Austen.  Além de trocar ideias sobre a autora,  trocamos cartas e marcadores. Uma experiência  muito enriquecedora em vários aspectos.  E esse livro foi o primeiro a ser  lido e discutido.

Razão e sensibilidade não foi o primeiro livro escrito pela autora, mas foi o  primeiro  a ser publicado em 1811.  E  mesmo tendo sido escrito há mais de 200 anos continua encantando leitores pelo mundo todo.

O livro narra a trajetória de duas  irmãs com  temperamentos bem opostos,  Marianne e  Elinor , que  irão vivenciar o amor, também de maneiras opostas. De um lado a razão e de outro a sensibilidade.

DSC_0434-001

A história começa com  o falecimento do pai,  que acaba deixando a mãe e as filhas – Marianne, Elinor e a caçula Margaret, desamparadas. Naquela época as filhas mulheres não tinham direito a heranças e todo o patrimônio era deixado ao filho ou parente masculino mais próximo.  A casa e os outros bens são herdados pelo filho do primeiro casamento, com quem elas não mantêm boas relações, especialmente com a esposa dele.  Sem patrimônio,  a saída é refazer a vida em Devonshire ocupando um chalé  oferecido por um parente distante.

Apesar de serem  bonitas e  bem educadas, pela questão financeira as irmãs têm poucas chances de conseguir um bom casamento. Elas irão enfrentar as intrigas e a hipocrisia de uma  sociedade caracterizada pela  divisão de classes, pelos valores materiais e pela submissão da mulher.

A crítica social está sempre presente nas obras de Jane Austen, e é esse lado crítico e irônico da autora que me conquistou.  Ela não perdia a chance de dar uma alfinetada na sociedade de sua época. E  mesmo vivendo num período de submissão da mulher  criou personagens  femininos fortes e contestadores, que deram voz a muitos anseios de suas leitoras.

DSC_0447

A autora evidencia bem  a diferença de temperamentos das personagens, e os leitores poderão se identificar mais com a racional Elinor ou com a impulsiva  Marianne.

“Elinor, a mais velha, era dotada de grande força de compreensão e frieza de julgamento. (…) Tinha um coração magnânimo, era afetuosa de espírito e forte de sentimentos, sabendo bem como governá-los:conhecimento que a mãe não dominava ainda e que uma de suas irmãs se recusava terminantemente a aprender” ( p.14)

” Marianne, era inteligente e sensível, mas agia em tudo com intensidade; suas dores, suas alegrias não tinham  meio termo. Era generosa, amável, interessada: tudo, menos prudente.” (p.14)

DSC_0480

Mais uma vez a questão amor e casamento está presente, e segundo a própria Jane – suas heroínas enfrentarão várias dificuldades mas terão um final feliz.

Não é um livro com uma trama  mirabolante, com   sequências de tirar o fôlego,   cheio de ação  …    E isso  acaba não agradando   vários   leitores.  Toda a   ação se dá  através de diálogos,  nas falas  que o leitor   percebe    o  caráter dos personagens da trama.  É uma obra que trata de relações humanas, são personagens bem construídos e que retratam bem a sociedade da época. Um romance que mostra as sutilezas nas relações, as regras de etiqueta e códigos de conduta, as qualidades e defeitos que todos possuem.

Outro ponto importante, são   as personagens femininas, que são bem mais  complexas e interessantes. E   também  a relação de amizade  entre   as irmãs  e   o processo de amadurecimento de ambas. Entre  encontros e desencontros   amorosos, Elinor e Marianne irão amadurecer e encontrar um equilíbrio entre a Razão e a Emoção.

DSC_0429-001

Um história de amore e  de amizade, que nos leva a refletir  sobre a importância  de buscar o amadurecimento pessoal. E que nos ensina a ter  perseverança, acreditar em recomeços e novas chances.

Eu indico a edição da editora Nova Fronteira, além de ser ilustrada tem uma diagramação e tradução impecáveis. Conta também com vários artigos a respeito da obra,  incluindo uma  mini biografia sobre da autora. Uma edição perfeita para quem deseja  aprofundar a leitura.

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha – Razão e Sensibilidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s