Resenha As Sombras de Longbourn

DSC_0405

Fazia tempo que estava de olho nesse livro, e quando entrou em promoção não deu para resistir. Como resistir a um livro  que  mistura  Orgulho e Preconceito com Downton Abbey? Não tem como essa mistura dar errado.

  • As Sombras de Longbourn
  • Jo Baker 
  • Editora Companhia das Letras 
  • 448 páginas 

O livro narra os bastidores de Orgulho e Preconceito, ou seja, é a trama de Jane Austen sob o ponto de vista dos empregados dos Bennet. A responsável pela casa é a Sra. Hill , atuando como governanta e cozinheira, o marido Sr. Hill, é o mordomo,  e as criadas Sarah e Polly, cuidam dos trabalhos domésticos. Ao pequeno exército, irá se juntar um novo criado, o lacaio James Smith. Esse  misterioso novato vai movimentar as relações entre patrões e empregados.

Vamos perceber que o universo da área de serviço pode ser tão  rico em intrigas, emoções e paixões quanto os romances  e intrigas da ala nobre.

A autora coloca o leitor no interior da Inglaterra com sua riqueza de descrições dos costumes da época.  É  quase possível sentir  o frio da madrugada, as mãos  rachadas pelo trabalho pesado, o odor da roupa recém lavada…  A rotina doméstica é retratada com riqueza de detalhes,todo o processo exaustivo do dia de lavar as roupas numa casa habitada por 6 mulheres, a  preparação para os grandes jantares,  a movimentação em torno dos preparativos para bailes e viagens.

E todas essas situações que fugiam da rotina causavam pavor aos empregados, pois significavam ainda mais trabalho. As festas e jantares, os hóspedes, as enfermidades, etc, eram situações temidas pois o trabalho que já era exaustivo (18 horas por dia!) redobrava.

E em meio a essa pesada rotina, Sarah ainda consegue sonhar com uma vida de aventuras fora de Longbourn.

DSC_0403

Para fãs de Orgulho e Preconceito o livro é uma delícia, tem vários flashes da história que funciona  como pano de fundo para os dramas vividos pela criadagem. E o leitor vai juntando uma coisa aqui e outra ali e vai curtindo esse cenário encantador.

O livro relata, Inclusive, detalhes da vida de casada de Elizabeth e sua mudança para Pemberley após o casamento com o Sr. Darcy.  Tudo narrado pelo ponto de vista de  Sarah, que foi com a patroa para o novo lar.

” O semblante de sua ama tinha se iluminado, mas agora se toldava de novo, e ela estava pensativa. Talvez estar tão feliz não fosse fácil. Na verdade, estar feliz talvez fosse um estado perigoso – saber que o pleno exito fora alcançado”. (pg410)

No filme Orgulho e Preconceito de 2005,  os empregados estão lá desempenhando suas funções sem chamar a atenção. Eu reconheci a Sra Hill, o marido Sr. Hill  e a Sarah. Preciso ver novamente e reparar mais no lado da criadagem.

Creio que mesmo quem não leu a obra de Austen e aprecia as produções de época vai se encantar pelo livro e pela riqueza de detalhes do cotidiana da época. Tem uns dois capítulos que narram a vida do novo empregado que são meio longos e cansativos. Dá uma quebrada no ritmo do livro, mas mesmo com essa quebra,  vale a pena insistir na leitura e chegar ao final.

A edição é muito bonita, especialmente a capa, além disso  a diagramação é boa e  as páginas são amarelas. Uma edição caprichada da editora Companhia das Letras.

DSC_0407-001

E sendo uma grande fã de Jane Austen, a autora não poderia deixar de fora uma boa dose de  romance.

“Eu escreveria sobre como você me faz ser inteiramente eu mesma e ser mais real do que jamais imaginei possível. Eu lhe perguntaria se você sente a minha falta como eu sinto a sua, a ponto de no mundo todo não existir outro lugar que signifique alguma coisa para mim a não ser aquele onde você está” . 

DSC_0408

Essa leitura faz parte do Projeto Leitura Mágica 2015,  tema 10-  Livro com mais de 400 paginas.  Um projet

o bacana que une leitura e scrapbook, detalhes aqui.

Como grande fã de Jane Austen e apaixonada por romances de época e  fatos históricos, eu adorei o livro. Recomendo a todos que se interessam por esses temas.  Na biografia da autora, consta que esse livro vai virar filme, é esperar para ver.

Anúncios

7 comentários sobre “Resenha As Sombras de Longbourn

  1. E claro que, misturar tema Jane Austen, scrapbook e Pati Dias também é uma mistura que não tem como dar errado…rs. Tudo perfeito Pati! Adorei a resenha e já tinha vontade de ler esse livro, está na minha lista. E essa página em tons claros ficou maravilhosa!!!!
    Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s