Resenha Memórias Póstumas de Brás Cubas

No mês de fevereiro os temas do Projeto Leitura Mágica foram Clássico da Literatura Brasileira e Fantasia.  E no tema Clássico Brasileiro escolhi Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis.  Machado é meu autor clássico favorito


30ef8-dsc_0051-002 

 E esse  livro, a  maioria das pessoas mesmo sem ter lido,  sabe do que se trata.  A frase do autor defunto é um clássico das aulas de literatura na escola. ”  Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria”. 

Uma narrativa que  descreve o próprio enterro do autor e personagem,  e que segue relatando sua  trajetória de vida do finado Cubas desde a infância. A relação com o pai, a amizade com Quincas Borba, as aventuras amorosas e a carreira na política, tudo é revisto no momento de sua morte.

O estilo é o mesmo que já havia me conquistado em Dom Casmurro –  ironia,  crítica social, a interação com o leitor. Também chama a atenção o uso dos capítulos curtos e  a narração não linear e  que por vezes,  parecem devaneios do autor. 
Diferente dos livros tradicionais, com histórias que seguem começo, meio e fim, Machado deve ser curtido capítulo por capítulo. Frase a frase… Mais do que esperar pelo desfecho da trama, nessa obra,  aguardamos a próxima ironia, a próxima brincadeira com o leitor. 
 
Uma leitura para ser apreciada aos poucos, curtindo a narrativa  em si, com suas idas e vindas, seus detalhes sem sentido aparente, suas provocações. 
 
É tentar absorver  o estilo de um autor genial e compreender o seu raciocínio. 

Um leitura mais difícil e demorada, mas que vale muito a pena. Recomendo! 
E se for uma edição linda como a minha da Abril Coleções, fica ainda mais perfeito. 

Resenha – JJ e a Música do Tempo  
Tenho mania de comprar livro pela capa…  é  muito difícil resistir a uma capa bonita! E geralmente funciona e o conteúdo não decepciona, mas dessa vez não rolou! Achei o livro bem chatinho e muito sem graça. Fantasia já não é um tema que eu goste, e querendo   fugir das trilogias e séries acabei escolhendo esse. 
 
Enfim um breve resuminho:
 
JJ Liddy é um adolescente criado em uma família de músicos. A família é famosa na região por manterem a tradição de tocar na própria casa  as músicas folclóricas irlandesas.  E JJ acompanha a família  tocando violino.  Numa discussão na escola descobre algo sobre  seu avô e começa a investigar o seu passado. 
Além do segredo de sua família, Liddy vive intrigado com a questão da falta de tempo.  E parte em uma jornada para descobrir sobre sua família e para conseguir mais tempo – uma queixa constante de sua mãe. Ele vai parar em um mundo paralelo. 

 

 Tem um série de elementos interessantes, além da questão da música e da cultura irlandesa, e mesmo assim a leitura não engrena.  Fiquei até o final esperando algo mais interessante nessa jornada e nada…
Obrigada pela visita! 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s