Resenha – O Segredo das Coisas Perdidas

O Segredo das Coisas Perdidas
Autora Sheridan  Hay
Editora  Nova Fronteira 
319 páginas

 Obviamente, foi uma compra motivada por essa capa linda! E que coincidentemente, super combinava com a bolsa, rsrsrs. Gostei da sinopse e não pensei duas vezes . Livro falando sobre livro – eu não resisto.
 
 Rosemery  leva  uma vida comum com a mãe na Tasmânia, mas sonha viver em uma grande cidade.  Tudo muda com a morte prematura da mãe. Sozinha aos  18 anos, conta com o apoio de uma amiga da família.  Essa ” tutora” presenteia Rosemery com uma passagem para Nova York e a convence a buscar uma vida diferente.  
Na nova cidade, ela encontra emprego na Arcade um enorme sebo, que além de preciosidades literárias tem   funcionários bem excêntricos.  Através dos colegas, acaba se envolvendo na busca por um manuscrito perdido do autor  de Moby Dick – Herman Melville. 

O romance descreve o cotidiano de um grande  sebo, o comportamento dos colecionadores,  e ainda apresenta  algumas  referências a grandes nomes da literatura – elementos que vão encantar os leitores mais apaixonados.


Além disso todo, a narrativa é  bastante inteligente e aos pouco vai conquistando o leitor. Na primeira parte a narrativa é mais lenta, a Rosemery vive sem perspectiva e um tanto depressiva.Algumas pessoas podem  achar o livro chato e abandonar, mas sugiro que insistam um pouco mais. Nos capítulos seguintes, vemos o crescimento da personagem, sua busca por um lugar nessa nova cidade, um envolvimento amoroso,o surgimento de  amizades especiais. E  o leitor acaba envolvido com os dramas dos personagens e torcendo muito para um final feliz do casal. E sem contar a curiosidade em relação ao manuscrito perdido. 

Gostei muito da relação de amizade surgida  entre Rosemery, Pearl e Lilian – pessoas que aparentemente sem nada em comum, desenvolvem um laço especial.  O trio rende trechos ótimos!

Os personagens criados pela autora são  tão excêntricos,   mas ao mesmo tempo possuem uma humanidade que acaba nos conquistando. É uma autora de grande sensibilidade,  e esse é apenas o  seu primeiro romance. 

O livro é repleto de frases maravilhosas. Selecionei algumas:

(…) “os livros eram mentes nas prateleiras. Aqui,  isso era verdade. Os livros não pareciam inanimados. Uma espécie de vida se levantava das pilhas que se amontoavam nas mesas a minha frente”.  ( pg. 31)

“Eu sabia que os livros eram objetos que adoravam se reunir e formar  pilhas desorganizadas, mas aqui os livros pareciam privados de sua capacidade absurda de cair por todo lado, de conspirar. Na biblioteca, os livros se comportavam bem “. (pg 168)

” A Arcade, e agora a casa de Peabody,se uniram para me dizer que havia vida nos objetos, nos livros. Tratava-se de ter olhos para ver o significado das coisas. (…) os livros detinham uma especie de magia, um valor aparente,  assim como um valor oculto”. (pg168)

“A fuga  por enquanto teria que vir de uma maneira conhecida – o vertiginoso mergulho num livro. -Não há remédio melhor do que ler. ( pg 92)

É um romance que fala de amizade, da  busca por  auto conhecimento e da tentativa de  conquistar um espaço no mundo. Gostei bastante e indico a leitura. 


Obrigada pela visita,

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha – O Segredo das Coisas Perdidas

  1. Oi Pati!!!
    Afff… não conseguia achar seu blog… esse é novo né? Adorei! E vou acompanhar!
    Mas não posso me empolgar, só de ver as últimas postagens já cresceu minha lista de livros para adquirir…rs.
    Obrigada por sua visita!
    Beijos e ótima semana!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s